SORÔCO, SUA MÃE, SUA FILHA – GUIMARÃES ROSA (ou da loucura que habita todos nós)

Aquele carro parara na linha de resguardo, desde a véspera, tinha vindo com o expresso do Rio, e estava lá, no desvio de dentro, na esplanada da estação. Não era um vagão comum de passageiros, de primeira, só que mais vistoso, todo novo. A gente reparando, notava as diferenças. Assim repartido em dois, num dos … Continue a ler SORÔCO, SUA MÃE, SUA FILHA – GUIMARÃES ROSA (ou da loucura que habita todos nós)