Reeducação afetiva, reaprendendo a bem nutrir a vida (artigo para o Jornal d’Aqui)

Expressão que virou arroz de festa há alguns anos, a reeducação alimentar visita quase que qualquer conversa, a qualquer hora, em qualquer lugar. Muitas vezes chega até no rodízio de pizza ou no churrasco de domingo, com o acréscimo daquele comentário indulgente de que se pode comer de tudo, o importante é achar um equilíbrio … Continue a ler Reeducação afetiva, reaprendendo a bem nutrir a vida (artigo para o Jornal d’Aqui)

Anúncios

Sobre crises e bonanças (artigo para o Jornal d’Aqui)

Crise e bonança são antônimos, certo? Ou temos uma coisa ou outra, não é mesmo? Numa primeira olhadela, é isso sim. Ou estamos em tempos de bem-estar, prosperidade, navegações em águas tranquilas, enfim, de bonança ou estamos em crise. Estes dois estados aparentemente inconciliáveis podem ter, no entanto, uma ligação bem mais profunda do que … Continue a ler Sobre crises e bonanças (artigo para o Jornal d’Aqui)

Vejo flores em você, um convite a mudar as lentes para o mundo, para os outros e para si (artigo para o Jornal d’Aqui)

A briga ia ser formidável e ia estragar a festa da família mais uma vez, porque, além das comidas e sobremesas maravilhosas, é isso que melhor conseguimos preparar para cada reunião familiar.” Foi mais ou menos assim que começou a primeira sessão de terapia do ano (*situação e nomes fictícios): uma quase discussão acalorada, contada … Continue a ler Vejo flores em você, um convite a mudar as lentes para o mundo, para os outros e para si (artigo para o Jornal d’Aqui)

Pacto com o tempo (artigo para o Jornal d’Aqui)

O tempo mais implacável, a meu ver, não é aquele que cria linhas indesejadas no rosto, rouba-nos a firmeza da pele, revela a lei da gravidade atuando desde o lóbulo da orelha até barriga, peitos, coxas e glúteos, tira a cor dos cabelos. O tempo mais implacável, observem bem, é aquele que nos faz persegui-lo, … Continue a ler Pacto com o tempo (artigo para o Jornal d’Aqui)

Embrulha pra presente? Sobre a desaceleração possível nas festas de fim de ano (artigo para o Jornal d’Aqui)

Se você pudesse escolher um presente de Natal, qualquer presente, mas qualquer mesmo, o que seria? Uma vez fiz essa pesquisa entre amigos e para minha surpresa parece que, quando abrimos as possibilidades para “qualquer presente, mas qualquer mesmo”, as pessoas – ao menos os meus queridos amigos – navegam em seus anseios e aportam … Continue a ler Embrulha pra presente? Sobre a desaceleração possível nas festas de fim de ano (artigo para o Jornal d’Aqui)

Liderança, poder, responsabilidade, ordem ou caos (artigo para o Jornal d’Aqui)

Onde um líder se estabelece, o poder deve ter pouca importância, a responsabilidade, toda importância. Se pensássemos assim, poucos de nós almejaríamos uma posição de liderança. Afinal a responsabilidade que pesa aí é bastante grande. No entanto, quantas vezes não lutamos por este lugar, por um lugar de poder, que seja na discussão do almoço … Continue a ler Liderança, poder, responsabilidade, ordem ou caos (artigo para o Jornal d’Aqui)

Escolhas conscientes diárias, nosso maior exercício político (artigo para o Jornal d’Aqui)

Estamos novamente polarizados. Está-se instalando no Brasil a tradição de, de tempos em tempos, diante de momentos políticos importantes, mergulharmos num clima exaltado, em especial virtualmente, em defesa de uma ou outra posição política. Beligerantes, raivosos ou apenas dignamente indignados, no mês que vem iremos às urnas de novo a fim de depositar nossos votos, … Continue a ler Escolhas conscientes diárias, nosso maior exercício político (artigo para o Jornal d’Aqui)

Plasticidade dos corpos ou corpos plásticos? Uma escolha que precisamos fazer (artigo para o Jornal d’Aqui)

Que o Brasil há anos ocupa as primeiras posições no ranking de países que mais realizam cirurgias plásticas, todo mundo sabe ou adivinha. Que o mundo se preocupa a cada hora mais com aparência e estética, todos nós sentimos na pele – desculpem o trocadilho. Ainda assim, a notícia, há algumas semanas, de que uma … Continue a ler Plasticidade dos corpos ou corpos plásticos? Uma escolha que precisamos fazer (artigo para o Jornal d’Aqui)

Porque não existem pílulas da felicidade, vivamos a vida (artigo para o Jornal d’Aqui)

Com este texto e com alegria, inaugurei os escritos nessa mídia que admiro, o Jornal d'Aqui (Granja Viana, Cotia, SP). Uma honra. "Em meu trabalho como psicóloga, com frequência eu me pergunto por que se deveria tentar abolir instantaneamente estados mentais como angústia, tristeza, nervoso, irritação ou preocupação. Embora incômodos, eles não são, em si mesmos, … Continue a ler Porque não existem pílulas da felicidade, vivamos a vida (artigo para o Jornal d’Aqui)

Um motivo para nunca se fazer terapia

Há um motivo para nunca se fazer terapia. Conto qual é: autoconhecimento. Explico: nunca se chega ao consultório de um terapeuta ou analista em busca de autoconhecimento puro e simples, de se conhecer melhor. Se você diz que é esse o seu caso, é bem provável que não esteja em terapia. Arrisco dizer que escolheu … Continue a ler Um motivo para nunca se fazer terapia