Precisamos falar do Coringa… e de você e de mim

Se você saiu impactada/impactado do filme e, pior, identificando-se de alguma forma com Arthur Fleck, o Coringa, não se assombre. Tem acontecido com muita gente. A identificação e, claro, o susto com isso... Este texto é sobre o Coringa que nos habita. Mas, antes, se você não assistiu ao filme, por favor, faça isso. É … Continue a ler Precisamos falar do Coringa… e de você e de mim

Paciente sim, a beleza de enfrentar as imperfeições da vida

Recentemente perdi uma amiga querida que eu nem sabia que estava doente. Como teria sido bom mais alguns encontros, conversas e até falar sobre o que ela estava vivendo. Num outro plano das experiências destes últimos dias, num curso, me deparo com o fato de que vários terapeutas – psicoterapeutas, terapeutas corporais e assim por … Continue a ler Paciente sim, a beleza de enfrentar as imperfeições da vida

Psicoterapia e a ética nossa do dia a dia

Toda cultura ou sociedade constrói seu código moral, ou seja, uma série de regras acerca do bem e do mal, do permitido e do proibido, do correto e do incorreto. Nascemos em meio a este conjunto de valores institucionalizado e comumente naturalizado, ou seja, o código moral, as regras de conduta estabelecidas, é tomado como … Continue a ler Psicoterapia e a ética nossa do dia a dia

A Amazônia e o inconsciente ou a Amazônia inconsciente

Este texto também poderia se chamar: “inconsciente amazônico”, “nós, seres humanos, inconscientes e amazônicos”. Ou, na polaridade oposta: “Conscientes da Amazônia”, “Amazônia consciente urgente” etc. etc. O fato é que nesses dias de difíceis notícias a respeito da nossa floresta, este patrimônio gigantesco, magnífico, riquíssimo em muitos níveis, reino de abundância e extrema diversidade e, … Continue a ler A Amazônia e o inconsciente ou a Amazônia inconsciente

A cama dos pais

A cama dos pais é um ímã invisível muito poderoso para as crianças. Ele é feito de segurança, carinho, proteção, alegria e um tanto de magia. Tem bastante mistério lá também, este lugar onde duas pessoas, os dois adultos mais significativos da vida, se recolhem, dormem juntos, talvez se aninhem ou talvez conversem longas horas … Continue a ler A cama dos pais

Reeducação afetiva, reaprendendo a bem nutrir a vida

Expressão que virou arroz de festa há alguns anos, a reeducação alimentar visita quase que qualquer conversa, a qualquer hora, em qualquer lugar. Muitas vezes chega até no rodízio de pizza ou no churrasco de domingo, com o acréscimo daquele comentário indulgente de que se pode comer de tudo, o importante é achar um equilíbrio … Continue a ler Reeducação afetiva, reaprendendo a bem nutrir a vida

Sobre crises e bonanças

Crise e bonança são antônimos, certo? Ou temos uma coisa ou outra, não é mesmo? Numa primeira olhadela, é isso sim. Ou estamos em tempos de bem-estar, prosperidade, navegações em águas tranquilas, enfim, de bonança ou estamos em crise. Estes dois estados aparentemente inconciliáveis podem ter, no entanto, uma ligação bem mais profunda do que … Continue a ler Sobre crises e bonanças

Vejo flores em você, um convite a mudar as lentes para o mundo, para os outros e para si

A briga ia ser formidável e ia estragar a festa da família mais uma vez, porque, além das comidas e sobremesas maravilhosas, é isso que melhor conseguimos preparar para cada reunião familiar.” Foi mais ou menos assim que começou a primeira sessão de terapia do ano (*situação e nomes fictícios): uma quase discussão acalorada, contada … Continue a ler Vejo flores em você, um convite a mudar as lentes para o mundo, para os outros e para si

Pacto com o tempo

O tempo mais implacável, a meu ver, não é aquele que cria linhas indesejadas no rosto, rouba-nos a firmeza da pele, revela a lei da gravidade atuando desde o lóbulo da orelha até barriga, peitos, coxas e glúteos, tira a cor dos cabelos. O tempo mais implacável, observem bem, é aquele que nos faz persegui-lo, … Continue a ler Pacto com o tempo

Embrulha pra presente? Sobre a desaceleração possível nas festas de fim de ano

Se você pudesse escolher um presente de Natal, qualquer presente, mas qualquer mesmo, o que seria? Uma vez fiz essa pesquisa entre amigos e para minha surpresa parece que, quando abrimos as possibilidades para “qualquer presente, mas qualquer mesmo”, as pessoas – ao menos os meus queridos amigos – navegam em seus anseios e aportam … Continue a ler Embrulha pra presente? Sobre a desaceleração possível nas festas de fim de ano